Mocidade de J.E.S.U.S

Jogos de Azar (Pr. Osman)

O referido assunto não pode ser tratado com superficialidade, limitando apenas ao ponto se o(a) cristão deve ou não envolver-se com tal prática. A temática exige um tratamento mais detalhado, profundo e, sobretudo, é necessário buscar base na Palavra de Deus, pois desta vem toda luz e orientação prática para nossa vida.

Aos que são nascidos de novo a bíblia orienta acerca da necessidade de trilhar o caminho da santificação, despindo de tudo que é próprio da velha natureza. Em Colossenses 3:5-7 o Apóstolo Paulo, escreve: “Fazei, pois, morrer, a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por essas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nela”.

Nesse sentido é importante tratar do assunto, “jogos de azar”, na perspectiva da santificação.

A santificação envolve tanto o aspecto pessoal como social.

a- Aspecto pessoal - Está relacionado com o exercício, com o qual todo cristão e cristã precisam se envolver para que, sob a direção e ação do Espírito Santo, sejam livres dos embaraços que o pecado trouxe á nossa vida, antes da conversão a Cristo. Em Colossenses 3:5, entre outras coisas que devem ser removidas, está a avareza- apego ao dinheiro é o mesmo que cobiça. Essas são como duas irmãs gêmeas. Cobiça e avareza são comportamentos próprios de pessoas descontentes, insatisfeitas, e o jogo de azar é “alimento” para esse situação. Ao cristão e á cristã o Espírito Santo ensina “a que vivam contentes em qualquer situação”. (Filipenses 4:10-13).

b- Santidade social - O jogo de azar, mesmo o legalizado, está atrelado a um esquema de injustiça que alimenta expectativas de um ganho fácil que leva as pessoas para dentro de um estado psicológico de que a sua vez pode chegar, e inconsciente ou não ela passa a alimentar um esquema maligno de exploração e injusto. È um mal social, com o qual o cristão não pode se conformar.


Em Romanos 12:2 a orientação é clara: “não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação de vossa mente”...Dizer não, com o devido discernimento espiritual, ao “jogo de azar”, é uma forma de tomar posição, em nome de Deus, contra esse mal que cresce, assustadoramente.

Há quem diga que muitos projetos sociais são mantidos pelo dinheiro das loterias e outros jogos mais. Nada disso abranda a manipulação e o engano que existem atrás do referido sistema. Deus condena, por sua Palavra, a cobiça tanto pessoal como a do estado (Isaías3:14; Amós 4:1-2; Zacarias 7:8-10. Os cobiçosos com sua ganância pelo dinheiro, são vulneráveis ao esquema de enriquecimento rápido. Deus valoriza o trabalho. È dever do Estado criar condições de trabalho para o povo.

O(a) cristão que se dá á prática do jogo de azar não está preocupado em caminhar sob a liderança e orientação do Espírito Santo. O(a) cristão precisa buscar conhecer o projeto de Deus para sua vida, andar em santidade e depender somente do Senhor.

Deus abençoa o trabalho e não a cobiça (Salmo 128). Portanto, o(a) cristão(ã) deve trabalhar confiado que do Senhor vem a provisão (Salmo 112:9-10). A benção de Deus é enriquecedora e não acrescenta dores (Provérbios10:22). O que vem pelo trabalho honesto é abençoado e não traz desgraças.


Jogo de azar e as conseqüências espirituais.

Não tenhamos dúvidas, envolver com o jogo de azar tem conseqüências sérias.

a) Não confiança em Deus, no Deus provedor. Isso gera idolatria. b) Vicio. De qualquer sorte, o vício é um laço que amarra a vida, e assim a pessoa não vive a verdadeira liberdade. c) È uma forma de dar lugar á carne, e isso entristece ao Espírito Santo que em nós habita. d) Escandaliza e coloca em dúvida o testemunho cristão (Mateus 18:6-9; I Coríntios 9:19-23).


Meu irmão(ã), seja você jovem ou não, caso você esteja envolvido com essa prática, Deus pode libertar sua vida. Entregue-se totalmente a Ele e busque santidade. Confie no Senhor, Ele é suficiente e quer te abençoar com todas as sortes de benção em Cristo Jesus.

Com oração, carinho e misericórdia.

Pr. Osman Ferraz


1 comentário

  1. Ée galera... pode parecer uma simples brincadeira, mas na verdade naum ée as pessoas podem pensar ki jogando apenas algumas vezes naum tem nada a verr.... maas o ki agente ver mais acontecer...são pessoas ki pensavam assimm...mas ki hj naum vivem sem isso... E essas pessoas procisam de nóss...para alerta- las do ki esta acontecendo... Mas para isso temos ki estar preparados...e naum é o mesmo ki elis ki estaremos preparados...certoo.. Vamu vigiar galeraa. Bjaum fikem com Deus :apx: por Elaine Bassolli, em 24/11/2008